Fatinha

São Pedro no banco dos réus

In humor on 02/11/2009 at 9:58 PM

Querido Brógui

Relutei um pouco em escrever essa edição porque, dessa vez, não consegui achar graça na desgraça.

Sábado foi a festinha de aniversário de meu sobrinho. Três aninhos. Como Bão mora em Vila Velha, precisávamos pegar um avião, de ônibus fica muito sacrificante para meus pais – e para mim também, confesso. Passagem comprada com antecedência, presentes idem. Não fomos.

Desde quarta-feira, o aeroporto de Vitória encontrava-se fechado por falta de teto. Não sei se já abriu, agora não me interessa mais. Meu irmão tentou voltar no meio da semana para casa e acabou tendo que encarar o ônibus mesmo. Chegou a ir, o piloto tentou pousar lá, mas como não conseguia enxergar a cabeceira da pista, arremeteu, deu meia volta e aterrissou no Galeão. Meno male, Irmão voltou são e salvo. Em tempos de desastres aéreos, isso foi uma bênção.

De todo jeito, parece-me um absurdo um país que pretende sediar uma Copa do Mundo – ninguém fala disso – e uma Olimpíada – todo mundo só lembra disso -, tenha um aeroporto que não opera por instrumentos. É, essa foi a justificativa para que não houvesse nem pouso nem decolagem por um lapso temporal tão longo. Foram dias, não horas. Ou seja, ou o piloto vê a pista, ou não tem jeito, não pode ser orientado pelos operadores de vôo. Inacreditável. E se o combustível não der pra voltar de onde veio? E se tiver que pousar de qualquer jeito por causa de uma falha mecânica? E se tiver um passageiro morrendo? E aí?

O fato é que perdemos o aniversário do moleque. Quem vai pagar por isso? Pensei em processar a Gol, mas realmente a empresa aérea não tem culpa do mau tempo. Depois pensei na Infraero. Vão dar a mesma desculpa e aí eu vou ter o maior trabalho para provar que o aeroporto deveria ter equipamentos modernos e não tem. Sobrou pra São Pedro. Como faço pra botar o santo no banco dos réus?

Não tem jeito. Acho que vou ter que confiar que no dia do juízo final, na hora do acerto de contas, São Pedro se lembre de botar isso na coluna dos créditos. Tenho muitos débitos a serem compensados.

PS: nem vou comentar aqui que o que gastei de táxi dava pra comprar uma passagem aérea, passo mal só de lembrar.

Anúncios
  1. Filha,
    contente-se com o “dentre os mortos e feridos salvaram-se todos”.
    Beijocas.

    Curtir

  2. Salve Fatem !!!
    O ES não é um dos estados com sede para a Copa justamente por falta de estrutura.
    Tenho uma amiga que morou lá a um tempo atrás que me dizia que no domingo tinha que escolher se ia a praia ou ao restaurante. Se fosse a praia tinha que sair as 12h, caso contrário não encontrava um restaurante aberto.
    No começo deste ano estive lá, era uma segunda-feira, queria ir a uma churrascaria. Procurei na orla com a certeza de que encontraria uma fácil. Não encontrei. Dai perguntei e me indicaram um restaurante só de picanha, pensei ” agora vai”. Cheguei lá tava fechado pq era segunda e o tal tinha funcionado no domingo.
    É o preço para morar em tal lírico e bucólico estado.
    Acho mais fácil o restaurante funcionar do que o aeroporto com tecnologia de aeroporto.
    Outra coisa: tenho visto/ouvido colocarem tudo na conta da Copa e da Olimpíada e não acho que seja assim. O caso em questão demonstra tal hipótese.
    Acho que um grupo de pessoas acredita que deveriam existir outras prioridades, entendo, mas tb entendo que podemos fazer tanto a Copa como a Olimpíada com muito sucesso e tb trazendo benefícios sociais para o país e as cidades envolvidas.
    Bjs

    Curtir

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: