Fatinha

Archive for janeiro \04\UTC 2015|Monthly archive page

Carro voduzado

In humor on 04/01/2015 at 12:20 AM

Querido Brógui,

Thomas Edison disse: “Talento é 1% inspiração e 99% transpiração.”. Tendo em vista que transpiração é o que não me falta no momento dado o calor absurdo no Rio de Janeiro, decidi ignorar a questão da inspiração. E, já que estou apelando para as citações, António Lobo Antunes não leva muito em conta esta coisa de inspiração.Ele diz que “Escrever ainda é fundamentalmente uma questão de trabalho, trabalho, trabalho.”. No meu caso, confesso que realmente ás vezes falta-me inspiração, às vezes sobra-me preguiça e às vezes uma coisa é somada à outra.

Esta prolixa introdução não tem nada a ver com o que eu resolvi escrever hoje. Foi mera embromação, ok? Aguardando as musas fazerem seu trabalho.

Minha historinha é sobre a terceira traseira amarrotada do meu pobre Batmóvel em menos de um ano. Acho que você já tá sabendo do babado, mas vou resumir mesmo assim. Eu estava parada – nas três vezes – o que me exonera da alcunha de ruim de roda. Dirijo há muitos e muitos séculos e nunca causei nenhum dano a terceiros. Já tive alguns veículos e jamais havia sofrido qualquer tipo de colisão, abalroamento ou seja lá qual for a classificação dada à batida. Mas este atual…

Pensei novamente o que havia pensado quando da segunda batida: olho gordo é uma merda! Tem alguém (ou alguéns) voduzando meu carro. Não é possível!  Fiquei com isto na cabeça, até que alguns amigos falaram a mesma coisa.

Foi-me sugerido reza, benzedura, água benta, olho de tigre, pimenta vermelha. Cabe dizer que, dentro do porta-luvas, carrego uma carranca, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida e um adesivo do Calvin. Até eu comprar este carro funcionaram muito bem, mas parece que agora preciso de algo mais poderoso. Estou aceitando doações de amuletos sem distinção de credo e vou usá-los todos, porque tá foda.

Amigos também me aconselharam a passar o carro adiante, junto com a mandinga que botaram nele. Não sei se vai dar agora com o tal do IPI majorando os preços em até 15%, mas vou tentar. Também me disseram que é a cor. Sempre tive carro vermelho e agora comprei um preto, que concentra as energias negativas. Sei lá se absorve energia negativa, mas que absorve todo o sol e calor do planeta, isso absorve.

Outra coisa observada por amigos é que o mau olhado tá indo todo pro carro, o que até certo ponto é bom. Antes ele do que eu. Pelo menos ainda não precisei fazer lanternagem nem trocar peças da minha traseira.

Afora isto, é impressionante eu já saber de cor todos os procedimentos para acionar seguro, conseguir calcular quantos dias vou ter que esperar o conserto ser finalizado, o mecânico da autorizada me conhecer pelo nome, ser recebida de braços abertos pela mocinha da locadora de veículos que vai me franquear o carro reserva.

Para finalizar, um toque de irrealidade no contato telefônico com a seguradora:

“O sinistro foi onde?

“Avenida Nossa Senhora de Copacabana.

“Que bairro?

“Hein? A ligação tá ruim. Você perguntou o que?

“Em que bairro fica a Avenida Nossa Senhora de Copacabana.

“Em Copacabana.

“Em que cidade?

“Em que cidade? Você tá perguntando em que cidade fica Copacabana?

“Sim.

Sem comentários.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: