Fatinha

Na praia

In humor on 11/02/2013 at 7:55 PM

Querido Brógui,

Acordei hoje cedinho morrendo de vontade de dar um pulinho na praia. Calibrar o bronzeado, sabe? Olhei pro céu, tava à meia-boca. Não valia o sacrifício de pegar o carro, caçar uma vaga, encarar o perrengue.

Fiz umas coisinhas no computador e olhei novamente pro céu. Tava abrindo o tempo, já era tarde, mas tomei coragem. Fui.

Depois de uma volta infrutífera pelas bandas de Ipanema, voltei pra Lagoa, deixei o carro por lá e fui andando, andando, andando… Léguas e léguas debaixo do sol, desviando de toneladas de lixo deixadas pelos foliões e com sede.

Vinícius de Moraes. Ok. Ficarei por aqui mesmo. Não. Ficaria por ali mesmo não fora o som de um funk estúpido vindo de um carro de som estúpido cercado por pessoas estúpidas.

Quebrei para a direita. Joana Angélica. Ficarei por aqui mesmo. Uma breve parada na padaria para comprar uma Coca e um saquinho de palitinhos de queijo a peso de ouro. Ok. Quem tá na chuva é pra se queimar. 

Praia lotada e eu já me perguntando que diabos eu estava fazendo ali, ao invés de estar dormindo. Posicionei-me num pedacinho micro de areia, o mais perto da água possível, peguei meu livro e, entre uma linha e outra, procurei abstrair o calor filhodaputa e a infestação de crianças mal educadas que insistiam em pisar no espaço delimitado pela minha canga. 

Lá pelas tantas, quando o milésimo monstrinho passou, sem cerimônia alguma, por cima da  canga, atropelando inclusive minha bolsa, resmunguei: “Adoro crianças… com batatas!”

O rapaz que estava perto de mim sorriu, os amigos dele sugeriram que eu reposicionasse minha canga pra não dar passagem e daí em diante o inferno ficou mais palatável. Começamos a conversar e a rir e o bate-papo rendeu. 

Lição número 1 do dia: no inferno tem gente legal.

Lição número 2: nada como um bom papo pra esquecer dos riscos do câncer de pele.

PS: Antes que você fique todo assanhadinho achando que arrumei paquera na praia, vou logo informando: o rapaz é casadíssimo e eu sou uma mulher de respeito, tá?

Lição número 3: os melhores assentos sempre estão ocupados.

Anúncios
  1. Por tudo isso que praia no Rio nunca mais. Bj

    Curtir

  2. Muito bom!
    Bjs.

    Curtir

  3. Muito bom, Fatinha!
    Faz algum tempo que você não “se solta”, como se diz na gíria.
    Acho que foi o espírito do carnaval (de porco, claro), haja vista ser a festa da carne.
    Um beijão.

    Curtir

  4. Fátima, parabéns! Escrita ágil, bem humorada e direta! Como te falei, a ironia fina é uma das suas maiores qualidades. Tô rindo até agora e ansioso para ver a próxima postagem! Beijos!

    Curtir

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: