Fatinha

Tá tudo assim tão diferente?

In humor on 26/06/2012 at 10:00 AM

Querido Brógui,

Ainda virada depois do “feriadão” proporcionado pela Rio+20, ainda não desfiz a mala, nem fiz as unhas. Fui pra terrinha, rever a Veneza Brasileira. Dar uma olhadinha pra verificar se as pontes estão no lugar, se os tubarões têm se alimentado bem e se a vista da Sé continua linda. Aproveitei pra dançar um forró e comer umas tapiocas. Fui à praia, fiz um estrago na minha pele, tipo “gato que nunca comeu melado”.

Por falar em gato, desculpe aí Bobinha, mas hoje cantei “atirei o pau no gato” a madrugada inteira, com vontade ir às vias de fato. O miserável miou embaixo da minha janela e não me deixou dormir. Tô morrendo de sono, usando apenas um neurônio para escrever. É o suficiente.

Não sei como foi o evento ambiental carioca, se finalmente vão tomar alguma atitude de ordem prática para a vida do planeta ou se apenas constataram que o fim está próximo e os astecas estavam certos. Uma coisa eu sei: quem diz que em politica nada muda, está redondamente enganado. Ouvi no rádio e vi de relance na primeira página do jornal que “tá tudo assim tão diferente”.

O que? Lula posando num vigoroso aperto de mão com Maluf, por exemplo. Tudo bem que Lula aperta a mão até do capeta – não podemos dizer que ele é petista xiita. Já apertou a do Collor, a do Sarney, a de todos os ditadores da América Latina e de fora dela. Sem preconceito. Da Rainha Elizabeth ao catador de lixo, foi pra ficar bem na foto, ele aperta.

Quer outro exemplo? A Família Adams, digo, Garotinho, aliada à família Mala, digo, Maia. Aconteceu o lançamento da campanha dos filhos, que agora são amigos de infância, sentando o cacete naqueles que outrora ocupavam o posto de BFF. Bem , de todo jeito, acho que estava escrito nas estrelas, afinal, os Adams e os Malas são descendentes diretos de outra famosa família que assombra nosso país há décadas. Aquela do Ministro do Trabalho. Ele ainda é Ministro? Ainda existe esse Ministério? Tô por fora.

Pra não dizer que é tudo original, o Prefeito da Cidade Maravilhosa vai se candidatar de novo e o Governador desapareceu – deve estar em Paris, dançando na boquinha da garrafa com a cueca na cabeça. O julgamento do mensalão tá sai-não-sai e o Charlie Big Fall também.

É por essas e outras que tenho como propósito de vida me alienar de vez. Vou assinar a revista Faces e acabar com essa mania de ouvir a CBN todas as manhãs.

Anúncios
  1. Querida Valerinha, Asteca, Maia, Inca, tudo a mesma coisa. So todos aborgenes… hehehe Bjs

  2. Correção, o calendário não é azteca, é maia…Quem sabe os Maias são remanescentes da civilização maia, ? É, será que é o sinal dos tempos?
    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: