Fatinha

Aplacando sua curiosidade

In humor on 16/04/2012 at 7:17 PM

Querido Brógui,

Sei que vc deve estar perdendo suas noites de sono, curioso pra saber afinal de contas o que ando fazendo no no meu novo trabalho. Pode parar de tomar seus ansiolíticos, jogue fora a maracujina, hoje vou falar mais ou menos para que o MP me paga (ou melhor, vai pagar, porque ainda não recebi meu primeiro salário).

Eu estou lotada na Gerência de Zeladoria.

Hein?

Zeladoria, aqueles que cuidam para que o nobilíssimos Promotores de Justiça, Procuradores de Justiça e demais servidores (ops! que nenhum daqueles saiba que os chamei de servidores!) possam exercer as suas funções institucionais com eficiência, dignidade e um certo conforto.

Hein?

Vc tá lento hoje… Significa que eu e os demais colegas que lá trabalham cuidamos para que não falte nada referente à infraestrutura.

Hein?

Olha só: trabalhamos com aquilo que vc só percebe o quanto são importantes quando faltam, como papel higiênico no banheiro, cafezinho, essas coisas. Trabalhamos também para garantir que os invisíveis executem seu mister a contento.

Hein?

Invisíveis são aquelas pessoas pelas quais a maioria passa sem nem se dar ao trabalho de dirigir um olhar, que dirá um bom dia. Eles fazem o trabalho que só aparece quando não é feito. Poucos reparam no jardineiro, mas quando o jardim está feiosinho, é a indignação total. Ninguém fala com a garçonete, mas se o café não sai, o mundo vem abaixo. Banheiro cheiroso? Todo mundo gosta, mas poucos se lembram de dar um sorriso para a moça que acabou de limpá-lo (há quem emporcalhe tudo imediatamente após a limpeza). Todo mundo gosta de se sentir seguro, mas esquece de agradecer ao vigilante que cuida da sua tranquilidade. E por aí vai.

É. Já ouvi de uns e outros comentários do tipo: mas vc tem duas faculdades e tá cuidando da distribuição de copos descartáveis pelas copas? Tô sim. Meu cérebro não vai encolher e estou fazendo algo que considero importantíssimo para a Instituição para a qual eu trabalho. Não faço a menor questão de ser reconhecida pelos corredores, nem minha vaidade fica ferida por não estar assinando promoções e pareceres. Sempre respeitei profundamente os que carregam o piano e agora eu ajudo a carregar. Não preciso ser solista para ser feliz.

Satisfeita a sua curiosidade? Depois eu conto mais.

Anúncios
  1. Muito feliz por você… Bjs grandes, Kika.

    Curtir

  2. Não se preocupe em exercer atividades simples. Não se chega ao topo sem subir os primeiros degraus.

    Curtir

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: