Fatinha

“E o pulso ainda pulsa”

In humor on 12/09/2011 at 11:39 AM

Querido Brógui,

Resfriado, gripe, virose, faringite, laringite, rinite, sinusite, gastrite. Essa sou eu nessas últimas semanas. Me arrastando, atropelada por um trator desgovernado, com a garganta em brasa, o nariz no qual não passa nem pensamento e o estômago dando sinais de falência. “E o pulso ainda pulsa.”

Aí eu fui ao médico. E o médico mandou fazer exames para investigar melhor. Investigar? É. Os médicos adoram investigar, pra descobrir que o paciente tem mais perebas do que ousaria imaginar. Você acaba por se dar conta de que, àquilo que já sabe que tem, é preciso somar outras tantas que nem sabia que existiam.

Você vai gastar rios de dinheiro na farmácia, se entupir de remédios que consertam de um lado e arrebentam do outro, voltar ao médico para a revisão, ele trocará toda a medicação da qual você não gastou nem a metade e terá de ir de novo à farmácia pra comprar o antídoto pro remédio. Numa breve lida na bula você sentirá que vai ter problemas. Efeitos colaterais que vão desde a taquicardia à diarreia. E você apresentará todos.

Mais um vez no consultório, no qual a recepcionista já lhe conhece pelo nome, o médico balançará a cabeça piedosamente e lhe encaminhará pra outro, pra investigar melhor. Ok. Vamos investigar. Então, você será informado de que não pode tomar nenhum daqueles remédios que o outro lhe receitou, comprará mais alguns, voltará pra casa deprimido e num acesso de fúria jogará tudo fora, amaldiçoando dia em que teve a infeliz ideia de ir ao médico.

Fique calmo – nem que seja à base de ansiolíticos. Quer uma sugestão? Agradeça a Deus porque você pode pagar um plano de saúde, mesmo que isso lhe custe um terço do seu salário. Você pode pagar pelos remédios, que lhe custarão outro terço. Ainda sobra um terço. Pegue-o e comece a rezar. Só com reza mesmo.

PS: O título do post é uma citação da música cantada pelos Titãs, “O pulso”, de Arnaldo Antunes, nos idos de sei lá quando. É a minha trilha sonora no momento. Dá uma olhada.

Anúncios
  1. Oi, Fatinha! Outro dia eu li no blog do Drausio Varela ele dizendo que nos cursos de medicina é muito comum eles ensinarem as alunos para não se preocuparem pois sempre há um remédio para combater os efeitos do outro. Acho que é por isso que eles vão receitando inadvertidamente. O problema pra nós é duplo, pois tem o bolso também, rsrs. Desejo que seu pulso continue pulsando de saúde. Abraços.

    Curtir

  2. Fatinha, você pegou todas as minhas mazelas e mais algumas, pelo visto.
    Tive uma grande amiga. Ela vivia sem voz. Olha no que deu.

    Beijos e melhoras. Eu continuo arriada. Broncopneumonia – nome lindo e pomposo!!!!!!!!!!
    Vai nessa????
    Beijocas.

    Curtir

  3. Querido Andr Conheo um timo remdio para curar saudades: pastel. Faz mal para a gastrite e pro colesterol, mas so reaes adversas perfeitamente tolerveis. Bjs Paz

    Curtir

  4. Excelente escolha musical para ilustrar seu post. Poderia ser sempre assim, algo como uma marca registrada.
    Mais bjs

    Curtir

  5. Uma vez, na esteira durante check up anual, o cardiologista que me avaliava, este é um dos muitos exames que faço rotineiramente, me perguntou o que eu estava fazendo ali, respondi ser rotina, check up, ao que ele respondeu: Para de fazer fazer isso, vc pode encontrar algo……
    Não tô emperebado como vc, mas tenho a mesma sensação com relação a medicina e seus praticantes.
    Bjs saudosos

    Curtir

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: