Fatinha

Meia entrada no Theatro Municipal

In humor on 15/10/2010 at 9:24 AM

Querido Brógui,

Ontem fui comprar ingressos para o balé no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Não consegui fazer valer o meu direito ao desconto,  o funcionário me disse que havia uma norma no Municipal que só dava 10% de desconto aos professores estaduais e nada para os municipais. Ok, volto amanhã.

Voltei hoje armada. Com a lei em punho. Alô, professorada do município do Rio de Janeiro!!! Lei 3424/2002!!!

Entrei na fila, encostei meu umbigo no balcão e, no que o funcionário disse que eu não tinha direito à meia entrada, saquei minha arma e pacientemente expliquei a ele que a lei vale em todo o município do Rio, incluindo as dependências daquele teatro. Ele retrucou que trabalhava lá há cinco anos e que nunca tinha dado esse desconto para professores (!!!!!!!). Pacientemente, em tréplica, lhe disse que o fato de ele nunca ter vendido meia entrada para professores, significava apenas que nenhum professor havia questionado a norma do teatro, que, por sinal, é ilegal. Ele pediu licença para chamar a sua supervisora. Tudo bem, eu espero.

Veio a supervisora, usei toda a minha argumentação com ela, que disse que não poderia resolver e iria chamar o administrador do teatro. Tudo bem, eu espero.

Veio o administrador do teatro, repeti toda a ladainha, ele pediu pra ver a lei, a leu, pediu licença para consultar o departamento jurídico. Tudo bem, eu espero.

Um curioso que estava na fila e acompanhava de longe a negociação, perguntou do que se tratava e eu disse que estava esperando que alguém ali me convencesse de que uma norma interna de uma Fundação era hierarquicamente superior a uma lei promulgada pela Câmara de Vereadores. Ele me desejou boa sorte. Não preciso de sorte, eu tenho a lei que me ampara, mas obrigada assim mesmo.

Muuuitos minutos depois, o administrador retornou e disse que eu poderia comprar meu ingresso pagando meia, que iria marcar uma reunião com a direção do teatro para resolver esse problema e reconheceu que, de fato, a lei é clara: os professores da rede municipal de educação têm direito à meia entrada para assistir a qualquer espetáculo de lazer, entretenimento e difusão cultural. Ok, muito obrigada por respeitar a lei. Como o sistema de emissão dos ingressos não contempla essa hipótese, saí da bilheteria com um ingresso de idoso e fui alertada para que levasse toda a documentação no dia do espetáculo para evitar transtornos. Sei não, estou tendo um mau pressentimento. Enfim… depois eu conto.

Então, professorada, vamos comparecer ao Theatro Municipal. Levem a carteirinha, a identidade, o contracheque e uma cópia da lei. Não esqueçam da paciência, da argumentação firme e do cartão de crédito.

PS: já ia esquecendo: amanhã é nosso diaaaaaa!!!!

Anúncios
  1. Olá… achei seu “caso” pelo google, pois hoje fui procurar na internet a tal lei explicadinha do meu direito à meia entrada, como professora do Município, exatamente pela minha indignação em ter sido QUASE barrada ontem na porta do Teatro Municipal. Como eu comprei minha meia-entrada pela internet, o porteiro perguntou quem era o estudante, eu disse que ninguem, que a meia entrada era de professora do municipio, e que eu eu tinha a minha identificação… ele fez toda essa ladinha que fizeram com vc, chamou um segurança para tirar a duvida, e este fez para mim com cara de “nojo” que iria me fazer este favor de me deixar entrar naquele dia, mas que isto nao se repetiria… eu nao aceitei este ultraje e disse que ele nao estava me fazendo favor nenhum, que eu iria SIM continuar entrando ali com meia entrada e este debate durou muitos minutos, pela arrogancia dele e pela infelicidade dele em ter esbarrado comigo que nao me deixo abater e exijo meus direitos. Parabéns para vc e pra mim, por sermos pessoas não exatamente guerreiras, mas sim cidadães que conhecem e exigem seus direitos! um abraço! Giselle Bernardo.

  2. pra começar…
    isso não acontece só com vc ,mas é a sua cara!
    isso aconteceu comigo e o canecão.
    mais fácil e rápido!fui parar num cantão q era a área destinada a ver a família caymmi…
    logo fui parar numa cadeira esquecida de alguém q não foi e assistir o show sem me esconder.
    parabéns pela vitória amiga!

  3. Minha querida, mais uma vez lamento que coisas assim ocorra no nosso querido brazil. Parabéns por sua garra. Se todos tivessem a “gana” de corrigir tudo o que vê de errado pela frente seria u’a maravilha. Também tento fazer minha parte… mas é tão desanimador… Acho que já estou velho e cansado pra essas coisas.
    Um beijão desse cada vez mais admirador seu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: