Fatinha

O mutilado

In Sem categoria on 02/10/2008 at 7:46 PM

Querido Brógui

Em 2005, parece que eu comecei a achar o tom. Por conta disso, escrevi mais, tem mais coisas de que eu gosto e por isso vou compartilhar com você. Tá um pouco longo, mas divertidíssimo. Eu tentei editar, mas não consegui.

“Homem tem testículos cortados por "amigo" da Web
Um sádico cortou os testículos de um homem a quem conheceu pela Internet, durante um encontro em um bosque de Kleve, na Alemanha, anunciou a polícia nesta quinta-feira. Os homens haviam marcado encontro em meio ao bosque através de mensagens trocadas por e-mail. A vítima, que pediu ajuda pelo celular, foi levada para um hospital depois de ter perdido muito sangue. Não se sabe se a ação do sádico teve o consentimento da vítima. “

“Querido Diário

Essa notícia está sendo veiculada pela Internet. Provavelmente sairá nos jornais, porque é o tipo da notícia que vende. E muito. O povo gosta de ver desgraceira, talvez pra comprovar que sua vidinha de merda podia ser pior.
Não pude resistir e rasguei todas as minhas cartilhas politicamente corretas porque pre-ci-so fazer comentários sarcásticos, cruéis e feios.
Comecemos pelo título da matéria. O uso das aspas ao se referir ao amigo da vítima, veio direto da Internet. Não fui eu. O cara que deu a notícia se encarregou de dar uma sublinhada na opção sexual do mutilado e disfarçar uma certa homofobia.
Ao que tudo indica, o cidadão conheceu o outro cidadão pela Internet e marcou encontro no bosque. Uma pergunta que não quer calar: “O que você foi fazer no mato Maria Chiquinha?”. Como não conheço a Alemanha e muito menos o tal bosque, fiquei na dúvida: será que o encontro foi marcado ali porque o local é deserto e assim poderiam dar vazão aos seus impulsos libidinosos ou será que o bosque é movimentado e assim eles poderiam se precaver de um possível incidente desagradável?
Se foi a primeira opção, o cidadão mutilado mandou mal pra caramba, porque o único que conseguiu dar vazão aos impulsos foi o outro cidadão, o cortador de testículos alheios.
Se a opção foi a segunda, mandou mal também. Lugar movimentado é praça de alimentação de shopping, Central do Brasil às cinco e meia da tarde. Bosque?
De qualquer maneira, opção um ou dois, o cara sifu. Ou não. Não se sabe se a poda testicular foi antes ou depois.
E o cara que escreveu a notícia ainda tem a coragem de perguntar se a ação do sádico teve consentimento da vítima. Consentimento pra que? Fico imaginando o sádico perguntando: “Posso cortar seus testículos? Obrigada. Fica quietinho que é pra não doer mais do que o necessário. ”
Por fim, o povo quer saber: que fim levaram os tais testículos? O “amigo” jogou fora? Atrás de uma moita? Deu pro gatinho comer? Comeu ele mesmo no estilo Hannibal? Guardou de lembrança num vidrinho de formol? Fez um par de brincos?
Fico também imaginando o mutilado ligando pra polícia, ou pros bombeiros, ou sei lá pra quem. Se fosse aqui em terras tupiniquins, seria mais ou menos assim:
SAMU, boa noite. Obrigada por ter ligado para nosso serviço de atendimento, a sua ligação é muito importante para nós, Marcleide falando, em que posso lhe ajudar?
Aqui é Hans, acabo de ter meus testículos cortados e estou sangrando que nem um porco.
Um momento senhor. O senhor poderia estar informando qual o seu nome completo?
Eu tô sangrando!.
Eu sinto muito, senhor, mas eu só posso estar passando para a tela seguinte se o senhor me responder essa pergunta, senhor.
Eu fui atacado! Tô morrendo!
Eu entendo, senhor, mas não é o procedimento correto. Qual o seu nome completo?
Hans Schmidt!!
Pode soletrar?
H-A-N-S S-C-M-I-D-T
Telefone pra contato?
É 99999999.
Tem um fixo?
Tem! 22222222
É do Rio, senhor?
É!!!
Identidade? CPF? Nome da mãe? Signo? Time de futebol? Escola de samba?

Obrigado por confirmar seus dados. Em que posso lhe ajudar, senhor Hans?
Eu acabo de ser atacado no bosque e o meu amigo me cortou os testículos fora!
Qual o bosque, senhor?
O bosque Kleve!
Bosque Kleve? Não é nesse ramal. Um momento que eu vou estar transferindo a ligação.
(musiquinha de espera no telefone)
SAMU, boa noite, obrigada por aguardar, a sua ligação é muito importante para nós, Josecleiton falando, em que posso lhe ajudar?
Meu amigo cortou os meus testículos!
Seu nome completo, por favor.
Eu já disse!!!
Desculpe senhor, o senhor disse para a outra atendente. Seu nome completo, por favor?
Vocês não têm computador em rede aí nessa merda?
Desculpe senhor, mas o sistema está fora do ar. Seu nome completo, por favor?
Meu nome é Hans Schmidt!!
Pode soletrar, por favor?
H-A-N-S S-C-M-I-D-T
Telefone pra contato, senhor?
É 99999999 ou 22222222!!!! Dá pra me mandar uma ambulância!!!!????
Identidade? CPF? Nome da mãe? Signo? Time de futebol? Escola de samba?

Em que posso estar lhe ajudando, senhor?
Já disse que meu amigo cortou os meus testículos!
Cortou como senhor?
Como?
É, senhor, com que instrumento?
Com uma tesourinha de unha.
Tesourinha de unha? Um momento que eu vou estar transferindo para o setor responsável.
(musiquinha de espera)
SAMU, boa noite, obrigada por aguardar, Suellen Kelly falando, a sua ligação é muito importante para nós, em que posso lhe ajudar?
Estou sangrando, sem testículos!!!
Nome completo, senhor?

Pode soletrar, por favor?

Obrigada. Telefone pra contato?

Obrigada, senhor. Identidade? CPF? Signo? Nome da mãe? Time de futebol? Escola de samba?

Em que posso lhe ajudar, senhor?
Estou sangrando, sem testículos!!!
Não entendi, senhor. Pode repetir mais devagar, sem gritar?
Sem gritar? Um cara cortou meus testículos!!! Tá doendo, porra!!!
Um momento senhor. Vou falar com meu supervisor.
(musiquinha)
Lá na central de atendimento, a operadora de telemarketing levanta e fala pra galera das baias: “Tem um viado aqui na linha dizendo que o namoradinho cortou o saco dela fora!”
(risos, risos, risos, piadinhas, piadinhas, piadinhas).
O supervisor, com os olhos cheios de lágrimas (de rir, não de chorar), grita: “Manda uma ambulância, porra!!! Tá vendo que o viado vai morrer? Depois vão dizer que foi no meu turno e eu tô na merda! Tenho cinco filhos pra criar!”
Senhor? Obrigada por aguardar. Uma ambulância estará sendo mandada para lhe buscar assim que for possível. Mais alguma coisa senhor?
Assim que for possível? Eu vou morrer!
Eu entendo, senhor, mas estamos com dificuldades operacionais, o sistema caiu e ambulância acabou de sair pra pegar as vítimas de uma chacina. O senhor vai ter que ter paciência. Mais alguma coisa senhor?
Só tem uma ambulância?
Não senhor, a outra arriou a bateria e o motori
sta está tentando dar uma chupeta. Mais alguma coisa, senhor?
Manda um táxi então!!!
Esse serviço não está disponível, senhor. Mais alguma coisa senhor?
(uivos de dor e ódio)
O serviço de atendimento agradece seu contato, tenha uma boa noite.
Na manhã seguinte, encontram o presunto estirado na grama. Primeira página nos jornais: “Homem encontrado no bosque Kleve em meio a uma poça de sangue. Nenhum documento foi encontrado em seu poder, apenas um celular sem créditos. Supõe-se que foi vítima do golpe “Boa noite, testículos”. Morreu esperando a ambulância chegar. O Estado lamenta profundamente o ocorrido, mas diz que a verba para a manutenção das ambulâncias não foi repassada pelo governo federal.“

Anúncios

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: