Fatinha

Programa Cachorro

In humor on 25/11/2015 at 10:45 AM

Querido Brógui,

Programa cachorro também pode ser divertido. Programa cachorro? É. Tipo festa infantil com aquela barulheira infernal, crianças enlouquecidas correndo suadas e descalças por todo o lado, animador gritando no microfone (um dos mistérios indecifráveis da humanidade é por que as pessoas gritam ao microfone. o treco não é pra ampliar o volume da voz? pra quê ficar berrando?) e, invariavelmente um calor insuportável. Bem, se ao menos a comidinha estiver a contento, a chatice pode ser suportada e a vontade de cortar os pulsos controlada.

Como tudo é relativo, o conceito de programa cachorro também varia de pessoa pra pessoa (tem gente que se amarra em acordar cinco horas da manhã pra ir correr debaixo de chuva), varia conforme a época da sua vida (houve um tempo em que eu viajava sem antes investigar a condição de salubridade do local de destino), varia conforme as condições atmosféricas (fila de restaurante, só com os hormônios em dia, com a Lua em Sagitário e se eu estiver em estado de inanição).

A única invariável é que, se a companhia for boa, qualquer programa cachorro vira um programasso, com direito a boas gargalhadas. Bem acompanhado, a gente ri até de fratura exposta.

Ontem, a diversão foi garantida pela companhia de minha comadre, fiel escudeira nas cachorrices da vida. Muito constrangida, fiz a proposta indecente, o convite quase imoral e ela aceitou toda animada. Saí do trabalho, de salto alto, com os dedões do pé prestes a gangrenar, rumo à paradisíaca loja de materiais de construção (que, diga-se de passagem, minha comadre disse adorar. ok, é só dar o remedinho na hora certa e não contrariar.)

Nada como aquele cheirinho de poeira a obstruir suas vias aéreas! Nada como a vista inebriante de pisos e revestimentos, louças e metais! Que felicidade ter que ficar acocorada escolhendo uma ducha higiênica! Isso sem contar o banho de cultura. A sutil diferença entre argamassa e rejunte. A necessidade de um anel de vedação para o vaso sanitário. A existência de uma coisa chamada coluna para lavatório. Tanta coisa interessante, que não sei como sobrevivi tantos anos sem este precioso conhecimento.

O vendedor, corria pra lá e pra cá nos atendendo (e a outros clientes), tentando dar conta de tirar nossas dúvidas, procurar o que queríamos, filtrar nossas conversas paralelas, esperar eu tirar fotos e falar ao telefone. Na hora de fechar a conta, puxei meu lencinho e banhei a mesa do pobre com minhas lágrimas. Ganhei um desconto que deu pra cobrir o frete. Quem não chora,

Na boa? Foi divertidíssimo! Entre uma torneira e outra, fazendo as contas pra economizar mas também não comprar nada muito ordinário, nós rimos, choramos, falamos mal dos homens (sempre, não dá pra evitar), trocamos ideias sobre o futuro da humanidade, rimos mais, tomamos um suquinho de lata, nos abraçamos, fizemos revelações altamente confidenciais daquelas que nem às paredes e, ao final, alma lavada e enxaguada, conseguimos montar um banheiro inteiro.

Horas depois, fim do passeio. Fomos as últimas a sair da loja, com a sensação de menos-um-problema-pra-resolver. Conseguimos, na maior parte do tempo, tirar o foco daquilo que nos incomoda e relaxar um pouco.

Programa cachorro pode ser divertido. Terapêutico. Catalizador de boas energias. E tenho dito.

Anúncios
  1. Quando eu digo que ela é o “Homem” da casa, não é a toa

    Curtir

  2. Jura????

    Curtir

  3. é isso mesmo! como viver sem essas informações? Poderia chamar a Salete da próxima vez que detesta shopping mas adora uma loja de material de construção (rs)

    Curtir

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: