Fatinha

Não sou a única

In humor on 11/04/2009 at 1:35 AM

Querido Brógui

Acordei cedinho hoje, apesar de ser feriado. Precisava ir ao mercado, a geladeira tava fazendo eco. Como sou esperta pra caramba, pensei que ninguém além de mim iria acordar cedo pra encarar esse servicinho sujo. Oito e meia da manhã estava adentrando o estacionamento e, desde logo percebi que tinha marcado mais um gol contra. Depois de rodar e rodar e rodar, parei o carro embaixo de uma goteira (preocupante ter uma goteira no subsolo de um supermercado, não acha?). Passei mais alguns minutos procurando um carrinho, outros tantos esperando o elevador e, finalmente, adentrei o estabelecimento que parecia um formigueiro superaquecido.

De uma maneira mórbida, talvez mesquinha, talvez quem sabe até cruel, fiquei feliz: não sou a única corna do mundo.

Anúncios

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: