Fatinha

Archive for 6 de julho de 2013|Daily archive page

Chegando em Praga

In humor on 06/07/2013 at 4:55 PM

Querido Brógui,

Uma Europa diferente da que eu já tive o prazer de visitar: sem friaca, sem chuva, nove horas da noite e ainda não escureceu (só voltei pro hotel porque minhas pernas não estavam mais me obedecendo).

O hotel, quatro estrelas – apagadas – é muito mais ou menos. Vale estar perto do centro histórico. O ar condicionado não funciona, um calor filhodaputa dentro do quarto e a mocinha da recepção mandou eu descer pra pegar um ventilador! Como já havia passado a noite em claro no avião, feito conexão em Paris – não aguento mais essa cidade, é a quinta vez que vou lá! – , perdido meu brinquinho de ouro, achei melhor descer pra pegar o ventilador e não azedar meu passeio.

Tomei um bom banho (ainda que o sabonete do hotel tenha deixado minha pele suave como uma lixa e a toalha finalizado o peeling), desci, peguei o ventilador e me mandei pra fazer o reconhecimento do terreno. Como era de se esperar, me empolguei e acabei fazendo hoje o passeio planejado para amanhã. Vi de um tudo, desde pregação de um pastor (ainda bem que não entendi nada), até um cara sapateando em cima de um banquinho, estátuas vivas padrão La Rambla, uns adolescentes cantando músicas típicas, gente pra lá e pra cá, localizei a tal da Old Town ( mas não aguentei explorar a descoberta). Vi uma feirinha, cristais e mais cristais, lojas em liquidação (sorte que não me adaptei ainda à moeda local e estava cansada demais pra ficar fazendo contas de cabeça pra ver se o produto era caro ou barato). Vi o tal do relógio, a Praça Venceslau e achei um museu de brinquedos sexuais. Aqui tem cassinos também e milhões da casas de câmbio.

Demorei pra achar um lugar pra comer. Não por falta de opção, até no meio da rua  tem, mas tudo escrito sem tradução, e umas coisas engorduradas… fiquei com medo. Além disso, é pra comer em pé e eu não tava com energia. Caí mesmo no velho e bom macarrão (frio) com Coca Light – aqui .tem – (quente). Vi um pobre de um leitãozinho rolando no braseiro que nem frango de padaria. Resisti bravamente ao óbvio sanduíche daquela cadeia ou muffins daquela outra cadeia ou pizza daquela outra. Enquanto comia, olhava os mapas e consegui me encontrar.

Não, não tirei fotos. Esqueci a máquina. Foi mal.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: