Fatinha

Archive for 30 de janeiro de 2009|Daily archive page

Visitando um site de relacionamentos

In humor on 30/01/2009 at 8:38 AM

            Querido Brógui

 

            Então, uma amiga me convenceu a tentar achar um namorado pela Internet, argumentando que o meu Príncipe Encantado não vai bater à minha porta, nem cair no meu colo. Disse que eu tenho que me render à modernidade e blá blá blá. Ok, apesar de seriíssimas restrições a esse tipo de busca, entrei num site de relacionamentos, preenchi um cadastro chatíssimo e tenho recebido algumas “combinações”. “Combinação” é o termo usado para indicar que aquelas figuras tem alguma coisa a ver com a figura que vos fala. Aí, vem o perfil do cidadão, a maioria com fotos, um pequeno texto introdutório escrito pelo próprio e depois uma lista de coisas acerca do tal, como religião, se fuma, se pratica esportes, sua escolaridade e por aí vai.

            Fui dar uma espiada naqueles que o site de relacionamentos acha que são meus possíveis futuros namorados. Como vieram montanhas de indicações e eu não tive o menor saco pra ficar olhando uma por uma, comecei uma pré-seleção pela foto. Tem cada uma de rolar de rir. Manja o cara fazendo pose sexy, no banheiro de um lugar que penso ser uma academia de ginástica (ou será uma sauna gay?), com direito a beicinho e tudo? Outro estava com uma camiseta escrito “Bloco Carnavalesco Viagra”. Olha bem pra minha cara e vê lá se eu vou sair com um cara que tira foto de si mesmo no espelho de uma… vá lá… academia e ainda faz beicinho? Ou com um que tem a cara de pau de se orgulhar de sair num bloco com esse nome? E eu nem gosto de carnaval, diga-se de passagem. Tô fora.

Passado pelo crivo da foto, dei uma segunda peneirada: a cidade em que a criatura se esconde. Nada pessoal, mas não há a menor possibilidade de eu namorar um cara que mora a duas horas e meia da minha casa, isso se não tiver engarrafamento. Então, perdão aos moradores de Nilópolis e adjacências. Tô fora.

            Na terceira peneirada, vou ao texto da autoria do boneco. Vou dar uma pequena amostra:

Estou cançado de mulheres que não sabe o que realmente querem.” Esse aí, coitado, conseguiu cometer dois erros de português em uma única frase. Nem continuei a ler o resto. Cancei. Tô fora.

“Acredito na força interior que potensialisa as pessoas.” Bem, ao menos colocou o plural, embora tenha escorregado duas vezes na mesma palavra, o que potensialisou o erro. Tô fora.

“Procuro uma mulher sincéra.” Eu, sinceramente, procuro um homem alfabetizado. Tô fora.

“Sou uma pessoa muito tímido, porém quando faço amizade me sinto avontade pra falar o que eu penso.” Ficou tão avontade que errou na concordância e me deixou profundamente constrangida.

Na boa? Acho que prefiro esperar meu Príncipe cair do céu. E de preferência com uma gramática debaixo do braço.

 

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: